PT VIRA-VIRA-VIROU PMDB

O PT sempre teve como objetivo conquistar os rincões do Brasil e conseguiu, mas o preço foi perder sua história e compromissos originais.

Itiberê Muarrek | 18.10.2014

Com voto dos rincões e atuais alianças o PT já virou o PMDB Pós-Moderno. Tarso Genro afirma, em reportagem para Felipe Bachtold, publicada em 15/10/2014, na Seção Eleições 2012 na versão online, que “PT pode virar um 'PMDB Pós-Moderno'”. Tarso vai além, analisa o varrimento do PT nos grandes centros mais modernos, invertendo sua lógica histórica inicial, passando a imagem de ser e ter o que tanto criticava em seus adversários ... Criticava Sarney, Collor, os que detinham os votos de cabresto.

Era difícil para o PT vencê-los ? Resolve-se unindo-se a eles. Collor, Renan, Barbalho, Cardoso, Maluf estão com o PT. Para compensar, Hélio Bicudo, Welfort, Erundina, Eduardo Jorge, Cristovam Buarque e tantos outros reacionários saíram do PT ao longo dessa trajetória de poder pelo poder.

É tanta interdependência fisiológica entre PT/PMDB/PP e mais alguns outros conservadores, que nestas eleições 2014 vem o melhor exemplo disso, com PT destruindo de vez o PT-Alagoas e se unindo a Renan Filho & Collor Senador para derrotarem Heloisa Helena do PSOL. Importante isso, pois a reacionária Heloisa Helena jamais entraria no "grande esquema nacional dos 3% de todas as obras".

O PT tem praticado a autofagia de seu partido-histórico sistematicamente durante a Era Lullista. Virou oligarca no nordeste e arauto universitário, intelectual e artístico dos grandes centros. Graças a imposição de postes de Lulla, perdeu nos grandes centros seu grande ativo das prévias e motivação das militâncias, exceto, junto aos seus arautos munidos de tecnologia capitalista para confrontar o capitalismo(?). Basta notarmos a ausência de lideranças novas no partido e a quantidade de afastados nos escândalos para termos o retrato da decadência dessa instituição política quase carnavalesca, que propõe sambas-enredo confusos, homenageia a tradicional ala das baianas só que utiliza dinheiro muitas vezes molhados de tão rápida lavagem.

Em 2015, a dependência do PT com PMDB será maior, pois perdeu deputados e os principais Partidos de sua base fisiológica e os da oposição ampliaram suas colunas. Ou seja, se ganhar o 2o turno, o PT vai precisar ceder muito para seus aliados por questões do Petrolão e todos os demais que virão naturalmentea tona, vai sofrer pressão social para reformas, muitas decisões serão impopulares para fazer nossa economia voltar a crescer... O PT vai precisar de maioria, maioria mesmo, não da soma de minorias... Fará mis-en-scéne em Redes Sociais etc, mas cederá de verdade para os conservadores de todo o país.

Se os tucanos levarem o 2o turno, a diferença do que terá pela frente é seu "crédito político" que pode durar 4 a 6 meses até a realidade das dificuldades econômicas e sociais irem às ruas. Se um governo tucano implemantar medidas que indiquem acerto de início, conseguirá um pouco mais de tempo para ampliar ações e propor algumas reformas mais profundas. Mas, de qualquer forma, com PT-PMDB (uns 50% viram sempre governo e irão para os tucanos)-PP fortes na oposição, o PSDB também terá que conquistar maioria com alguma folga para agilizar medidas.

Tanto PT quanto PSDB terão muitas dificuldades para reverter a tendência de quedas das contas públicas X criar mais políticas que exigem mais gastos para cumprirem as promessas feitas para ganharem as eleições. O PT terá ainda um ano de denúncias sistemáticas contra seu partido e aliados, será pressionado por todos os lados, a última coisa que precisará será ser impopular com a população ... Mais necessidade dos conservadores ao seu lado.

Tarso Genro diz da necessidade de renovação, que Lulla a implemente. Duvido. Lulla jamais democratizará o Partido que pegou para si, talvez perdendo estas eleições Lulla promova alguma reformulação no Sul , Sudeste ... pois a parte de cima já está loteada e dominada.

O PT ainda parece progressista porque dá "aceninho" aos temas dos direitos individuais e de minorias nas Redes Sociais, recebendo apoio de muitos intelectuais e artistas, quase todos funcionários públicos e/ou bem próximos de verbas e patrocínios estatais... Na mídia, o PT vende ideais fáceis de assumir e responder, como: você é contra o aborto ? você é a favor da vida ? você é a favor da bike ? você é a favor da felicidade ?

É esse truque ideológico que ainda gera algum crédito ao PT nos grandes centros. Fato, a violência contra a Mulher nestes últimos 4 anos aumentou... Culpa-se a direita ou conservadores. A violência contra homossexuais, jornalistas e crimes com armas de fogo aumentaram... A culpa também, como sempre, é da direita e dos conservadores. Claro que não é do PT, eles disseram para "nós" que são contra isso !! Leiam nas Redes Sociais e no site deles, do PT, eles são do “bem”.

Mas a realidade grita alto. E o PT jamais ouviu ou ouvirá os gritos das ruas e faz seu jogo sem nem se importar em dar de ombros, o PT vira a costas mesmo e keep walking (Gold Label de preferência). O PT gosta é de beijar pés de quem “manda bem”, de manda-chuva. Alguém viu Lulla em alguma manifestação civil desde 2013 ? Não, claro que não, Lulla estava nas reuniões dos Sindicatos, em workshops muito bem remunerados pelos empresários da Samsung ou em viagens internacionais à bordo de jatos de empresários – não raro, ele com Emílio Odebrecht no jato deste -, fechando acordos, fazendo lobbys. Diziam algumas reportagens da época que Lulla viajou para a Venezuela, Cuba, Bolíviae diversos países africanos, em jato da Odebrecht, acompanhado de Emílio e gente do BNDES... Tudo pelo social e pelo “bem” de todos.

No congresso ou em seu "plano de governo" o que vale é trabalhar com o que gira e gera dinheiro, é trabalho com os conservadores, com grupos grandes, coesos e bem estruturados, com setores ricos como os das grandes obras de engenharia ou os agrícolas modelo exportação. Com Eike não deu certo, mas ele não era nenhum Friboi, essa é a realidade.

O jogo do Brasil Colônia 2.0 é outro nos meios, não na forma, e o PT o joga muito bem. O rouba mas faz coisas do "bem", triunfará enquanto a conta puder ser paga com riquezas naturais do país e os espelhinhos iPhones forem consumidos pelas espertas e boas almas da geração livre e colaborativa de seus militantes. Enquanto puder ser paga...